Arquivos
 17/09/2017 a 23/09/2017
 07/12/2014 a 13/12/2014
 30/11/2014 a 06/12/2014
 28/07/2013 a 03/08/2013
 07/07/2013 a 13/07/2013
 30/06/2013 a 06/07/2013
 20/01/2013 a 26/01/2013
 23/12/2012 a 29/12/2012
 25/11/2012 a 01/12/2012
 18/11/2012 a 24/11/2012
 14/10/2012 a 20/10/2012
 23/09/2012 a 29/09/2012
 09/10/2011 a 15/10/2011
 02/10/2011 a 08/10/2011
 17/07/2011 a 23/07/2011
 10/04/2011 a 16/04/2011
 27/03/2011 a 02/04/2011
 20/03/2011 a 26/03/2011
 13/03/2011 a 19/03/2011
 06/03/2011 a 12/03/2011
 16/01/2011 a 22/01/2011
 17/10/2010 a 23/10/2010
 19/09/2010 a 25/09/2010
 08/08/2010 a 14/08/2010
 27/06/2010 a 03/07/2010
 23/05/2010 a 29/05/2010
 16/05/2010 a 22/05/2010
 28/03/2010 a 03/04/2010
 14/02/2010 a 20/02/2010
 24/01/2010 a 30/01/2010
 17/01/2010 a 23/01/2010
 20/12/2009 a 26/12/2009
 08/11/2009 a 14/11/2009
 06/09/2009 a 12/09/2009
 28/06/2009 a 04/07/2009
 07/06/2009 a 13/06/2009
 19/04/2009 a 25/04/2009
 08/03/2009 a 14/03/2009
 22/02/2009 a 28/02/2009
 30/11/2008 a 06/12/2008
 02/11/2008 a 08/11/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 09/12/2007 a 15/12/2007
 02/12/2007 a 08/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 17/12/2006 a 23/12/2006
 05/11/2006 a 11/11/2006
 22/10/2006 a 28/10/2006
 15/10/2006 a 21/10/2006
 01/10/2006 a 07/10/2006
 24/09/2006 a 30/09/2006
 17/09/2006 a 23/09/2006

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 JORNAL CIDADE




Blog de mariano.dr
 


PREFEITOS

         Como disse o poeta Adovaldo Medeiros em sua crônica bem humorada, todos os políticos são honestos; a oposição é que às vezes exagera em sua função fiscalizadora. A toda evidência, o poeta cronista tem razão, uma vez que os oposicionistas, falam, falam, mas no dia que assumem o poder fazem exatamente as mesmas coisas que criticavam.

         Ademais, nós, os eleitores, temos que ver o lado dos eleitos. Com efeito, não é nada fácil ter que comparecer às festas chatas dos cabos eleitorais, dos chefes de partidos de oposição; agüentar foguetório nos ouvidos, tomar jarras e jarras de cerveja, secar infindáveis garrafas de uísque e ainda ter de aturar batalhões de  caçadoras de poderosos. Tudo isso custa dinheiro, muito dinheiro.



Escrito por mariano às 22h12
[] [envie esta mensagem
]





Temos que entender que os agentes políticos precisam de grana para dar presentes, pagar despesas de festas e de boates, coisas que nós, o povo, nem ousamos sonhar. Sabemos que cada um dos intendentes dos cinco mil quinhentos e sessenta e cinco municípios deste Brasilzão de meu DEUS não ganha mais que míseros vinte mil reais, pouco mais do que ganha um trabalhador em três anos, trabalhando oito horas por dia.  Isso é muito pouco para tanta despesa, e quando falta dinheiro no bolso e a gente tem que assinar cheques, cuja soma chega a centenas de milhões,  seria um grande sacrifício resistir à tentação de rachar com os credores os pagamentos de débitos, sobretudo se se levar em conta que essas dívidas advêm de bens e serviços fornecidos pelo dobro do preço de mercado, quando não se referem a notas frias.

UÇU, 27/08/2011

        



Escrito por mariano às 22h09
[] [envie esta mensagem
]



 
  [ Ver arquivos anteriores ]